Entre em contato: (11) 3816-0441

Segurança contra incêndio: problema contemporâneo que exige conhecimento

Por Alexandre Itiu Seito (Professor da YCON)

Pode-se afirmar que a sociedade humana começou a evoluir quando o homem dominou o fogo. O domínio do fogo se caracteriza pela capacidade de acender o fogo e utilizá-lo para suas atividades, quer para: preparar alimentos, iluminação, proteção contra animais, fundir metais, utilizar como armas de guerra, gerar eletricidade, diversos processos industriais, locomoção de veículos e atualmente para enviar as naves tripuladas para a Lua ou espaço sideral.

O incêndio é o fogo que sai do domínio e provoca perdas de vidas e/ou patrimônios materiais, que em muitos casos foram conseguidos com muito esforço e trabalho por décadas.

O incêndio é um evento que ocorre onde não se faz a prevenção ou por negligência ou desconhecimento das técnicas.

O “estado da arte” da segurança contra incêndio em edificações no Brasil precisa ser estudado, sabemos, entretanto, que o número de incêndio levantado pelo Corpo de Bombeiros de São Paulo indica mais de 45 casos por dia, ou seja, mais de 16.000 por ano.

Para elaborar um projeto de segurança contra incêndio em edificação, têm-se os regulamentos e normas técnicas, que diferentemente de um “hand book” não tem a função de ensinar como dimensionar ou fazer.

No Decreto 56.819/2011 Regulamento de Segurança contra Incêndio das Edificações e Áreas de Risco do Estado de São Paulo, no Capítulo VI – Responsabilidade está escrito que cabe ao projetista, instalador, responsável pelo uso e proprietário a responsabilidade pela segurança contra incêndio da edificação.

Conheça os cursos de segurança contra incêndio